Mudan├žas e Propostas

Mudan├žas e Propostas

Entre as mudanças propomos:

 

1 - Colaborar e aprovar como primeiro projeto de sua legislatura o projeto de lei que estabelece em até dois salários mínimo, o salário dos vereadores;

 

Justificativa: Nos países ditos " do primeiro mundo"  e que funcionam no regime de democracia, a maioria dos políticos se candidatam a um cargo público com a ideia de servir a sua cidade, estado ou país. Oferecer um pouco da sua experiencia de vida ou profissional, para tornar o lugar onde vivem, em um lugar melhor. Alguns sequer recebem salários. Eles estão lá para apresentar projetos para suas cidades, fiscalizar o poder executivo ( nesse caso o Prefeito), aprovarem leis, e principalmente ajudarem no desenvolvimento social e econômico da cidade.

Do ponto de vista de trabalho propriamente dito, precisam estar presentes nas Sessões da Câmara que se realizam apenas uma vez por semana. Diferentemente dos funcionários da Câmara, estes sim que trabalham todos os dias e como tal tem de ser remunerados por seus serviços como qualquer outro trabalhador.

Que fique bem claro para que não haja dúvidas: A idéia não é penalizar ou castigar os vereadores, mas sim dar o exemplo de como otimizar os poucos recursos finaceiros da prefeitura, usando essa verba em outros projetos que a população e os bairros necessitem. Seria muito bom se pudéssemos chegar um dia em que os salários de vereadores pudessem ser maiores, mas sem que isso venha a fazer falta aos cofres públicos

 

2- Cancelamento total de todos os benefícios  ou quaisquer outras regalias oferecidas pela Prefeitura aos vereadores ;

 

Justificativa: Dando continuidade ao ponto anterior, somente o fato dessas pessoas poderem ser eleitas e ajudarem no desenvolvimento das suas cidades, já é motivo mais que suficiente para sua satisfação pessoal. Nada de benefícios ou regalias por ocuparem um cargo público. Todos tem a consciência de que estão ali por vontade própria e com o objetivo principal de ajudar no desenvolvimento da sua cidade. Temos outras prioridades  muito mais urgentes onde qualquer verba adicional seria de muito mais valia como por exemplo na educação, saúde, segurança e infra estrutura.

 

3-Todo vereador eleito não poderá deixar o seu cargo durante a sua legislatura para assumir qualquer outro cargo na administração pública ou no executivo; Foi eleito é para cumprir o mandato.

 

Justificativa: Quando o cidadão decide se candidatar a um cargo de vereador, ele sabe de antemão que o mandato tem a duração de quatro anos. O seu compromisso com os eleitores que votaram nele, é para que o eleito os representem junto a Administração da cidade, que lute pelos projetos e promessas feitas durante a sua campanha. Se algum candidato a vereador tem a pretensão de ocupar algum outro cargo publico durante os próximos 4 anos, então sugerimos que repense a sua candidatura.

Entendemos que todas as pessoas são livres para mudar de ideias durante o seu mandato e até desistir do cargo, mas não nos parece justo com os eleitores que deram seus votos para um candidato ser o seu representante na Câmara dos  Vereadores e depois ver essa pessoa desistir do mandato e muitas vezes ver um suplente que as vezes o eleitor nem conhece, assumir o mandato do seu vereador e este por sua vez assumir outro tipo de cargo público.

 

4-Todas as promessas ou projetos que forem apresentados durante sua campanha , deverão ser apresentados e iniciados até o final do primeiro ano do seu mandato;

 

Justificativa: Para que haja mudança de verdade, além de seriedade é necessário a apresentação de bons projetos para a cidade e acima de tudo que sejam realísticos. Para aqueles que acompanham as sessões da Câmara dos Vereadores, sabem que uma das principais funções dessas sessões nos últimos tempos, tem sido  para conceder títulos de cidadãos honorários , dar nomes a ruas e praças da cidade. 

Talvez muito porque não existam realmente projetos nem empenho politico para tal. Se o município não tem verba, é necessário que o vereador tenha criatividade, buscar essas verbas em Instituições estaduais, federais, fundações, que promovam o desenvolvimento das cidades.

Passado um ano e o seu vereador não apresentou qualquer projeto relevante para a cidade  ou para o seu bairro que tenha sido proposto na sua campanha, talvez seja a hora de mudar, concorda ?

 

5- Todo candidato se eleito deverá se comprometer em manter  uma página atualizada na internet que servirá de canal direto com seus eleitores, sendo estabelecido o prazo de resposta às mensagens recebidas de até uma semana;

 

Justificativa: Uma das maiores reclamações que ouvimos foi:

- Na hora de pedir votos, fulano de tal aparece, depois que é eleito, desaparece e só volta depois de quatro anos"...

O vereador deve ser o representante da sua comunidade, do seu bairro na Câmara Municipal. Entendemos que o diálogo com os eleitores deve ser constante, pois só assim os dois lados estarão sempre com as informações atualizadas. A tecnologia está a disposição das pessoas e se bem utilizada, pode ser um excelente canal de comunicação entre o munícipe e o seu representante.

 

6- Proposição e voto favorável ao um projeto de lei municipal que estabeleça o prazo máximo de até duas legislaturas por político ao mesmo cargo;

 

Justificativa: Conforme já foi referido, a função de um político deveria ser de contribuir espontaneamente com o desenvolvimento da sua cidade.

Para que haja sempre fôlego e novas ideias,  é preciso se pensar em renovação. Para muitos o cargo de vereador é uma porta de entrada na vida política  e é louvável que assim seja para que as pessoas comecem a ganhar experieência e poderem almejar a outros cargos eletivos caso gostem da experiência na política, no entanto entendemos que duas legislaturas no mesmo cargo, sejam mais do que suficiente e assim findo esse prazo, o político deveria se candidatar a outros cargos que não o de vereador.

 

7- Abrir mão do fundo partidário na sua campanha;

 

Justificativa: Esse ponto pode parecer complexo, como fazer uma campanha sem dinheiro ? Simples, use sua criatividade.  O fundo partidário é dinheiro público, meu, seu e de todos que pagam impostos.

Vamos demonstrar que aqui não compactuamos com essa vergonha nacional que é este fundo eleitoral bilionário ! Se esse dinheiro fosse utilizado em educação, saúde, segurança, não temos dúvidas de que nosso país poderia estar  muito melhor do que está hoje.

 

Existem hoje diversos meios de fazer uma campanha, desde o velho e eficaz "boca a boca", como a utilização das redes sociais.

 

Acreditamos que se uma candidatura é boa, os eleitores votam no candidato.

Não serão apenas "santinhos e folhetos" que farão o eleitor se convencer que o candidato é bom ou não. Se o candidato representa a sua comunidade, tem a confiança e projetos de melhoria para o seu bairro, não será muito difícil conseguir os votos que precisa para se eleger. Na pior das hipóteses, existe sempre a possibilidade de financiamento privado de campanha, o que é perfeitamente licito desde que feito em conformidade com a legislação em vigor ( no entanto só tenha cuidado para não dar a ideia de que se eleito ficará devendo favores as empresas patrocinadoras).

Além do que, isso já poderá um bom exercício para quando fôr eleito  pleitear verbas em Instituições para financiar seus projetos para a cidade.

 

Se você que está lendo esse texto fôr candidato a vereador e concordar com nosso pacto, esperamos pela sua adesão e desejamos desde já boa sorte na sua candidatura.

 

Se você que está lendo esse texto fôr eleitor e se achou representado por estas idéias, junte-se a nós e participe na divulgação do Projeto. Cobre que seu candidato a vereador venha a aderir ao Pacto.

 

Como dissemos anteriormente, não temos qualquer vínculo político partidário, nosso compromisso é com a cidade !

 

 

Envie-nos a sua mensagem para o e-mail:

contato@pactodamudanca.com.br

ou preencha o formulário.

Entraremos em contato assim que possível.

Acompanhe-nos também em nossas redes sociais:

Youtube:

Facebook: 

Twitter: 

Instagram: